terça-feira, 15 de novembro de 2011

GESTÃO NAS EMPRESAS FAMILIARES

A gestão das empresas familiares têm peculiaridades que as diferenciam das demais empresas. A experiência de quem trabalha em empresa familiar é única e cada dia é um novo desafio a ser vencido.
A consultoria EGON ZEHNDER, pesquisou entre 435 executivos em 43 países o que os executivos gostam e o que não gostam nas empresas familiares. O resultado da pesquisa é apresentado abaixo:
O QUE VOCÊ MAIS GOSTA?
Tomada de decisões rápidas e simples
55,9%
Perspectivas de longo prazo
53,1%
Forte base de valor
52,9%
Cultura corporativa profunda
23,4%

O QUE VOCÊ MENOS  GOSTA?
Falta de estrutura profissional e de procedimentos
61,6%
Atrai poucos gestores profissionais
49,0%
Falta transparência na comunicação
35,2%
Potencial limitado de crescimento
28,4%

QUAIS AS MAIORES CAUSAS DE CONFLITO?
Competência dos familiares que trabalham no negócio
59,1%
Desacordo sobre as estratégias
48,1%
Dissidências entre os donos e os executivos não familiares
31,8%
Sucessão
31,5%

COMO É A RELAÇÃO COM OS DONOS?
Profissional, de cooperação mútua
43,7%
Marcada por grandes conflitos
29,7%
Cultura de confiança
26,7%

QUEM TOMA AS DECISÕES ESTRATÉGICAS?
Um conselho familiar
51,0%
O Conselho de Administração
28,8%
Os principais executivos
20,2%