quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Detone as desculpas e assuma, de uma vez por todas, o controle de sua vida!

  As desculpas constituem os maiores erros e o caminho mais curto  para deixar  as pessoas desmotivadas e vencidas.
  Algumas pessoas  convivem e arrumam desculpas, a toda hora, para tudo,
 desde crianças. Exemplos:
  • Por que você cola?  Porque não entendi a explicação do professor!
  • Por que chegou atrasado? Porque  a Mamãe atrasou o almoço!
  • Por que você é infeliz no casamento? Porque meu cônjuge não me ajuda em nada! Não participa dos meus  interesses!
  • Por que chegou atrasado? Porque a  condução atrasou!, etc...
Ou seja, para tudo se têm uma DESCULPA!  Vocês acreditam nisso? 
Têm pessoas que são  mestres em culpar os outros, as vezes as circunstâncias formadas  à   revelia, a concorrência e, até  a  formação, familiar, genética ou cultural, para justificar problemas,  dificuldades  e fraquezas. Esse recurso de procurar  desculpas é como uma confissão da  incapacidade diante da vida. A  pessoa  assume  o único papel que lhe  sobra na história dos fracos e perdedores : o de vítima.
A  pessoa  deve  criar suas  próprias possibilidades e  a partir delas, construir  as  oportunidades dos seus empreendimentos. Empreendimentos esses pessoais, familiares, profissionais, sociais, econômicos, etc. Assumir uma atitude  proativa, mesmo diante de dificuldades. Se posicionar como condutor do processo  “Vida” ,  entendendo  as dificuldades com um desafio a mais a ser superado  e  não um obstáculo  intransponível .
Diante da necessidade de  decisões rápidas, essas devem ser  tomadas  baseadas na preparação anterior,  nas experiências já vivenciadas   e, fundamentalmente,  baseadas no seu sentimento (feeling) .
Sendo  assim, o que você pode fazer hoje, agora,  para melhorar sua vida  ou para criar as suas próprias oportunidades de sucesso? Qual grau de iniciativa você demonstra nos momentos difíceis, nos quais  é preciso coragem para vencer a si mesmo e  não apenas as dificuldades externas  e  as crenças limitantes?  Coragem não é ausência de medo e sim administração do medo.
Frente às adversidades, a importância que se dá  às  fraquezas, usando-as como justificativa para diminuir  a auto-estima,  acaba sendo o  caminho mais fácil  já que ajuda a manter a zona de conforto.
A  confiança deve ser  sustentada  não apenas  pela  aparência externa , mas, principalmente, pela  serenidade, pela autoconfiança  e pela autoliderança que revestem as pessoas no seu interior . Esse controle diário da  vida é uma das formas  mais eficazes  de  influenciar o que chama  destino.
Nielsen Freire
Coach 5/11/14