domingo, 31 de janeiro de 2016

PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE SUCESSO

Olá,
Quais as suas expectativas para este ano de 2016? Já pensou nisso? O primeiro mês do ano já terminou e restam 11 meses para realizar tudo aquilo que foi sonhado  nos festejos de final de ano para que esse ano seja diferente do anterior.

Primeiro me deixa perguntar: você sabe a diferença entre sonho e objetivo e meta?

Na teoria, há diferenças significativas entre sonhos, objetivos, metas e visão. Na prática, eles se misturam tanto que parece a mesma coisa. Na verdade, são diferentes perspectivas em torno de um mesmo assunto. As nuances que separam tais conceitos revelam a importância de cada um.

O sonho enquanto desejo,  não está claro e estruturado na mente, pode-se dizer que ele é apenas um sonho. É a semente de um processo de mudança. Sonhos são confusos e abstratos. São emocionais e têm pouca utilidade prática.
Os objetivos são racionais e claros. Eles surgem quase que naturalmente quando a visão é suficientemente clara.  São as raízes do planejamento e etapas de um plano de ação. O aspecto emocional do sonho e da visão é importante. Todavia, a aplicação prática e a comunicação diária entre os envolvidos se torna muito mais fácil quando há elementos racionais, diretos, estruturados e ordenados. As pessoas podem entender a visão, porém só conseguem colaborar se os objetivos forem claros. Declarações de objetivos facilitam as tomadas de decisão, a priorização de atividades e o investimento de recursos (tempo, dinheiro, atenção, etc.).
O estágio final do amadurecimento dos desejos é o estabelecimento de  metas. Para manter-se no caminho e saber o que ainda está por vir, é necessário que as ações e resultados sejam medidos, gerando um histórico de desempenho e ritmo. Desse modo, fica fácil reconhecer se há evolução ou não. Também fica mais fácil saber quando insistir, desistir ou mudar de estratégia. Quando você atinge uma meta, sabe que está mais próximo de sua visão.
Dito isso, para você estabelecer um planejamento, sem dificuldades é só seguir esses passos: tome uma folha de papel e comece a trabalhar.

  •    O QUE VOCÊ QUER? Escreva detalhadamente o seu desejo. Procure ser o mais claro e específico possível para que não ocorra erros de interpretação.
  •     QUANDO ? Defina uma data factível ou seja a data possível para realizar ou alcançar o que você quer.
  •     QUAIS SÃO OS PONTOS FORTES PARA VOCÊ CONSEGUIR ATINGIR SUA META (O QUE VOCÊ QUER)?  Você deve listar aqui tudo aquilo que pode ajudar ou favorecer você na campanha de atingir a meta (recursos materiais, financeiros, conhecimentos, habilidades, disponibilidade de tempo, outras pessoas envolvidas, etc). Quando você deseja alguma coisa o Universo conspira a seu favor para conseguir o que quer.
  •      QUAIS SÃO OS PONTOS FRACOS PARA VOCÊ CONSEGUIR ATINGIR SUA META? O Universo  conspira a seu favor para conseguir o que quer, mas não tira as pedras do seu caminho, ajuda a evitá-las ou vencê-las, então liste aqui tudo o que pode  lhe causar dificuldades ou impedir você de conseguir sua meta. Seja o mais claro e específico possível.
  •     COMO? Escreva detalhadamente o que precisa ser feito para alcançar sua meta – realmente como fazer – com quem falar, o que comprar, o que descartar, quais recursos necessários e disponíveis, lista de prioridade de ações, etc. Assim, você terá o plano de ação para concretizar sua meta.




Ao final desse trabalho o seu planejamento estará pronto. Pode ser de curto prazo (1 ano); pode ser de médio ou longo prazo; pode ser semestral ou até mesmo mensal. O importante é que tenha o seu planejamento. Boa sorte!